• Régia-Douro Park, 5000-033 Vila Real
  • +351 259 308 222
  • info@treegood.pt
Fiscalização dos Trabalhos na Ribeira da Patanha e Selagem da Barragem Nova
You are here: Home \ Portfolio \ Fiscalização dos Trabalhos na Ribeira da Patanha e Selagem da Barragem Nova
  • Nome: Fiscalização dos Trabalhos na Ribeira da Patanha e Selagem da Barragem Nova
  • Category: Engenharia
  • Client: Empresa de Desenvolvimento Mineiro, SA
  • Description:

Este projeto pressupõe o apoio ao dono de obra ao nível do controlo e gestão ambiental e coordenação de segurança da obra , na Empreitada de trabalhos na Ribeira da Patanha e selagem final da Barragem

Ao longo do tempo é realizado o seguinte trabalho:

Controlo e Gestão Ambiental

  • Elaboração de relatórios, com a periodicidade mensal e semestral;
  • Acompanhamento e verificação dos processos de licenciamento necessários para cumprimento da legislação ambiental em vigor;
  • Verificação das Acções de Monitorização e das medidas e recomendações constantes do relatório final do Estudo de Impacte Ambiental (EIA) desenvolvidos para o projecto e/ou da Declaração de Impacte Ambiental (DIA), caso existam, ou outras decorrentes da aplicação das disposições da Comissão de Acompanhamento Ambiental, e análise dos relatórios de monitorização disponibilizados pelas partes,
  • Fiscalização do cumprimento das medidas e procedimentos dos Planos de Gestão Ambiental da Obra (PGAO) dos vários lotes, bem como as disposições legais em matéria de ambiente e respectivos pareceres, reportando regularmente e com prontidão a evolução da sua aplicação e quaisquer ocorrências registadas;
  • Apreciação dos procedimentos propostos pelo Empreiteiro, tendo em vista a classificação dos aspectos ambientais e a definição das medidas de minimização de impacte ambiental a adoptar;
  • Apreciação dos mecanismos de prevenção e mitigação de impactes ambientais;
  • Apoio na identificação de impactes não previstos e na definição das correspondentes medidas de minimização;
  • Informação, de imediato, ao Dono de Obra acerca da ocorrência de acidentes susceptíveis de provocar impactes ambientais significativos;
  • Realização de auditorias ambientais periódicas e respectivos relatórios, com descrição das não conformidades detectadas;
  • Realização, em conjunto com o Empreiteiro, da análise de causas e definição de tratamentos das “não conformidades” com o objectivo de serem implementadas, de imediato, acções correctivas; e, nos casos de risco ambiental iminente, propor de imediato ao Dono de Obra a suspensão dos trabalhos, justificando-a, até que se encontrem reunidas as condições adequadas para a sua execução;
  • Realização de visitas técnicas e elaboração dos respectivos relatórios, dando conta nomeadamente da implementação das medidas de minimização e dos planos de monitorização ambiental;
  • Avaliação do desempenho do Empreiteiro em matéria de ambiente de acordo com os critérios definidos no PGAO;
  • Verificação da conformidade dos comprovativos e das licenças necessárias à realização da Obra (mapas de registos diversos, guias de acompanhamento de resíduos, descarga de efluentes, captação de água, autorização para os trabalhos de prospecção arqueológica, licença especial de ruído, etc.);
  • Implementação de um sistema de gestão de documentos, que permita, de forma simples e intuitiva, identificar, controlar e conservar os registos associados à fiscalização ambiental;
  • Elaboração de formulários ou documentos-tipo (checklist, relatórios de natureza e periodicidade diversa, actas das reuniões, fichas de registo – como por exemplo de não conformidades) para identificação e controlo (número, codificação, periodicidade, localização, acesso) dos registos associados à fiscalização ambiental;
  • Apoio ao Dono da Obra na preparação dos processos para prestação de informação às autoridades legais.
  • Participação em todas as reuniões de coordenação da Fiscalização e de acompanhamento de obra e noutras para que seja especialmente convocado;

    Controlo das Condições de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

  • Realização de relatórios, mensalmente e sempre que justificável, descrevendo as condições de segurança e cumprimento das respectivas regras, integrando relatórios produzidos pelo Empreiteiro;
  • Fiscalização a aplicação dos Planos de Segurança e Saúde da empreitada em cada frente de trabalho e as disposições legais indicadas pelo coordenador de segurança, bem como das determinações provenientes das autoridades públicas com competência fiscalizadora;
  • Informação, imediata, da ocorrência de acidentes e participação na elaboração dos respectivos inquéritos;
  • Informação das medidas tomadas nas diversas situações;
  • Informação das alterações com relevância para a actualização do Livro de Obra;
  • Avaliação do funcionamento dos serviços de segurança, higiene e saúde no trabalho;
  • Averiguação do nível de informação dos trabalhadores e da sua adesão à prevenção, alertando o empreiteiro para situações que não respeitem as condições de segurança;
  • Assegurar que as verificações de segurança se façam de forma adequada e atempada, visando a não utilização de equipamentos que não ofereçam segurança;
  • Exigir do empreiteiro as medidas necessárias a garantir a segurança no caso de risco iminente, podendo propor a suspensão dos trabalhos até que se encontrem reunidas as condições adequadas para a sua execução;
  • Participação nas reuniões das comissões de segurança e noutras para que seja especialmente convocado;
  • Participação em todas as reuniões de coordenação da Fiscalização e de acompanhamento de obra e noutras para que seja especialmente convocado;
Portefólio
  • Formação QGIS

    Formação QGIS

  • Seminário Internacional – Economia do Carbono

    Seminário Internacional – Economia do Carbono